fbpx
 em Gestão de Carreira, Orientação Profissional
O QUE EU QUERO SER QUANDO CRESCER?

Esta é uma resposta que muitos de nós ainda estamos buscando responder. De forma inocente, e ainda bem pequenos, respondíamos para nossos pais, professores e até para pessoas desconhecidas. Desde ser bombeiro, médico, jogador de futebol, bailarina, astronauta, ou motorista, o fato é que jamais fomos estimulados a pensar em empreender a própria carreira, independente da nossa escolha. Seja qual for o motivo, muitos adultos ainda não encontraram a resposta para esta pergunta, e continuam perdidos diante das possibilidades de escolha. 

Além do autoconhecimento profissional e pessoal, adotar atitudes mais práticas pode ajudá-lo no dia a dia e fazer a diferença na sua vida para empreender a sua carreira.

Transforme as necessidades em oportunidades

Seja num evento, numa cidade pequena, fazendo compras num supermercado, na recepção do hospital, em filas de banco, na empresa onde trabalha, enfim, aproveite as oportunidades fora do comum para estimular a sua imaginação e criatividade e transforme aquela ideia legal num negócio rentável e que te realize.

Seja persistente

Não dê ouvidos àqueles que minam as suas ideias. Valorize as suas competências técnicas e comportamentais para enfrentar e superar os desafios. É certo que o caminho não será marcado apenas por atividades prazerosas. Entender o propósito do seu trabalho ou do seu negócio pode significar que o seu esforço valerá a pena.

Seja otimista e estabeleça metas

Enquanto o pessimista vê problemas, o otimista vê oportunidades, em situações semelhantes. Se você já sabe onde quer chegar, não hesite! Estabeleça suas metas de curto, médio e longo prazos, em direção aos seus objetivos pessoais e profissionais. Pense em metas possíveis de serem alcançadas, avalie o tempo, o investimento e a importância disto para sua vida. Ponha a mão na massa, arregace as mangas e faça a coisa acontecer, porque trabalhar dá trabalho.

“A única maneira de fazer um excelente trabalho é amar o que você faz. No entanto, é possível você gostar daquilo que se faz enquanto não se faz o que gosta.” (Terezinha de Cássia – Orientadora Profissional e de Carreira)

Postagens Recomendadas

Deixe um Comentário

como-lidar-com-a-adolescenciaDificuldades de Relacionamento